Volume
“Assim como a forca é vergonha, a cruz também era”, disse esposa de pastor que se suicidou.
02/02/2018 - 15h49 em Gerais

O religioso tinha problemas de saúde e o tratamento o debilitava.

 

A esposa do pastor Gilson Genário Rodrigues, da Igreja Assembleia de Deus Ministério Rio Comprido, na cidade de Espera Feliz em Minas Gerais, gravou um vídeo comentando a morte do seu esposo que se matou na última segunda-feira (29).

 

Maria das Graça Silva, agradece o apoio de amigos e familiares e pede para quem julga o seu esposo que provem biblicamente que todos os suicidas não serão salvos.

 

O pastor Gilson Genário Rodrigues foi encontrado enforcado na cidade de Espera Feliz em Minas Gerais

“Essas questões todas não importa, o que importa é o Deus que fala e que me conforta e Deus falou comigo esta tarde”, declarou ela. Segundo Maria das Graças, nos últimos dois meses seu esposo e ela trabalharam intensivamente pela obra de Deus.

 

Ao que parece, o pastor Gilson tinha problemas severos com diabetes e tomava duas doses de insulina por dia. A esposa do pastor declara que esse tratamento deixava ele muito debilitado.

 

Ela relata que Deus falou com ela que se ele morresse pela enfermidade, ela seria apenas mais uma viúva, mas que tinha que ser uma morte vergonhosa. “Assim como a forca é vergonhosa, a cruz também é e hoje a cruz está estampada em camisetas, pingentes… e ninguém tem coragem de fazer isso com uma forca”, declarou.

 

O depoimento emocionado da viúva mostra que ela tem fé que este momento tão difícil e doloroso tem servido para mostrar a ela a grandeza de Deus. “Eu pedi para Deus falar comigo e Ele me respondeu”, completou ela no vídeo postado no Facebook.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!