Volume
Peregrinação politica em igrejas evangélicas já começa a despontar em Rondônia
28/11/2017 - 3h24 em Politica

Geraldo da Rondônia participa da festa do circulo de oração da igreja Assembleia Ministério de Madureira em Ariquemes.

 

Na noite de sábado (25) o Deputado estadual Geraldo da Rondônia participou da festa do circulo de oração da igreja Assembleia de Deus Ministério de Madureira em Ariquemes.

Acompanhado pelo deputado e presidente da assembleia legislativa de Rondônia Maurão de Carvalho e o Deputado Federal Nilton Capixaba, Geraldo assistiu o culto e no final conversou com nossa reportagem.

Geraldo falou sobre o trabalho social que as igrejas fazem em todo o estado de Rondônia, principalmente em Ariquemes onde ele conhece de perto os trabalhos das igrejas e dos lideres nas questões sociais do nosso município.

 Se não fossem as igrejas com seus trabalhos em comunidade a gente não saberia como estaria o nosso estado hoje, pois as igrejas fazem um trabalho fantástico nas áreas sociais mesmo sem recursos financeiros às vezes ate melhor do que o próprio governo disse o deputado Geraldo da Rondônia.

O deputado parabenizou as organizadoras da festa e colocou o gabinete a disposição da comunidade, “podem contar com meu apoio em eventos como esse que aconteceu aqui, estou à disposição para colaborar com esses eventos na medida do possível” disse o deputado.

 

Crime

Estamos bem próximos das eleições, e como você já devem saber, algumas igrejas evangélicas (e também católicas ou de outras vertentes) têm como costume ceder o púlpito para candidatos discursarem. Toda véspera de eleição é comum ver o altar se transformar em palanque e as portas dos templos se abrindo para toda classe de charlatanismo.

 

Lei

Acontece que esta prática é criminosa. Segundo a Lei 9.504/97 e de acordo com o artigo 13º da resolução 22.718/2008, do Tribunal Superior Eleitoral, “fica proibida toda e qualquer propaganda eleitoral dentro de templo. A lei entende que os templos são espaços de acesso comum e não devem ser usados como palanques eleitorais”.

 

Sendo assim, se você notar que estão usando sua igreja como curral eleitoral, DENUNCIE. Precisamos dar um basta nessa politicagem dentro dos templos. 

 

Igreja é lugar de louvar a Deus!

 

Distribuir santinhos, fazer o púlpito de palanque eleitoral e colocar cabresto no eleitor é uma atitude criminosa.

 

Para denunciar a politicagem na sua igreja, basta procurar a delegacia ou o cartório eleitoral.

 

 

 

 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!