Policia já sabe quem é o assassino da idosa encontrada morta, prisão é questão de tempo.
06/09/2017 - 9h39 em Policia

 

Idosa morava sozinha em um apartamento na Rua Lamenha Lins, no bairro Parolin, em Curitiba.

 

Dirnece Hoff Barbosa tinha 93 anos e morava sozinha em um apartamento na Rua Lamenha Lins, no bairro Parolin, em Curitiba. Na manhã desta quarta-feira (6), uma das cuidadoras a encontrou morta na cama, vítima de asfixia por querosene. O suspeito é procurado pela polícia.

 

“Depois que a cuidadora da noite saiu, o autor do crime entrou e a matou, mas antes revirou todo o apartamento”, descreveu a delegada Aline Manzatto, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

Para a polícia, o crime aconteceu entre a noite de terça-feira (5) e a madrugada desta quarta-feira. “Pela manhã, quando a cuidadora chegou, a porta estava fechada, mas uma das chaves - uma tetra, - estava colocada na porta pelo lado de dentro, o que aponta que a idosa abriu para a pessoa que a matou”, explicou a delegada.

 

Dirnece estava morta na cama, com um travesseiro na cabeça. “O Samu apontou que foi usado querosene para asfixia-lá. Mas ainda aguardamos a perícia do Instituto Médico-Legal (IML)”.

 

A suspeita dos policiais é de que uma pessoa do convívio da idosa tenha sido o autor do crime. “Já sabemos ao certo quem foi, mas não podemos dizer pra não atrapalhar até mesmo a prisão, que está para acontecer”, detalhou.

 

Caçada

Dirnece tinha vários filhos e morava sozinha num apartamento modesto e bem cuidado. Conforme a delegada, a família visitava sempre a mulher, que era pensionista. Os policiais ainda não sabem se algo foi levado do local.

 

Equipes da DHPP já estão atrás do suspeito do crime. “Mesmo assim já pedimos que quem tiver informações, que possam ajudar nas investigações, que repasse através do disque-denúncia, de forma anônima mesmo, pois vai ser importante para gente”, pediu a delegada. O telefone é o 0800-643-1121.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Publicidade4
Publicidade