7º Leilão Direito de Viver acontece dia 20 de agosto
07/08/2017 - 12h02 em Agronegocios

 

As doações já podem ser feitas. O evento é em prol da construção do Hospital de Câncer da Amazônia.

 

Assessoria para o canaldamassa.com.br

Está marcado para o dia 20 de agosto o maior evento em prol da vida na cidade de Rolim de Moura. A 7ª edição do Leilão Direito de Viver acontecerá como tradição, no Parque de Exposições Governador Jorge Teixeira.

As doações de gado e prendas já podem ser feitas, outra maneira de ajudar é adquirindo a camiseta do leilão, que está à venda na Central modas. Todo o dinheiro arrecadado será destinado a construção do Hospital de Câncer da Amazônia.

 

Para doação de prendas, os interessados devem ligar nos telefones 98498-1001, falar com Sergio Fank, Presidente do Leilão e o 98411-0434, Dorli Schimer, Coordenador.

Quem preferir doar por conta bancária, está disponibilizado a conta CC:21643-7 AG:3271, Sicoob.

“Em 2017 completa sete anos em que Rolim de Moura está envolvido com esta causa tão nobre, isso é a prova real de que a solidariedade pulsa no coração do rolimourense.

Para este ano pretendemos fazer um dia inesquecível, mas para que isso aconteça a colaboração de cada um é muito importante. As obras do Hospital de Câncer da Amazônia estão a todo vapor, e quando toda aquela estrutura estiver pronta, Rondônia terá o maior centro de tratamento e pesquisa de câncer da região norte, e tudo gratuito”, explica Sergio Fank, Presidente do Leilão Direito de Viver.

As camisetas do leilão estão disponíveis na Central Modas, são dois modelos de camiseta, a com gola comum disponível nas cores rosa e preto pode ser adquirida a R$ 30,00 e a gola polo nas cores vermelha e preto à R$ 40,00.

Todo o dinheiro será também será destinado ao Hospital de Câncer da Amazônia.

Com início as 11h00 da manhã, o leilão contará com almoço e música ao vivo. “Além de ser um domingo de negócios, o leilão por sua base, é um evento da família. Todos estão convidados, a presença de cada um é importante, os que não tiverem condições de arrematar uma prenda, estará contribuindo da mesma forma pagando o almoço ou comprando a camiseta”, destaca Fank

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Publicidade4
Publicidade