Volume
Redes
Sociais
No Brasil, líder muçulmano reafirma que Israel será extinto
04/08/2017 - 17h08 em Mundo

 

Ele fala em profecias do Alcorão e da Torá sobre o fim de Israel

O aiatolá Mohsen Araki esteve no último sábado (29) participando de uma palestra em São Paulo falando sobre o combate ao terrorismo.

Questionado por um jornalista brasileiro se ele, como incentivador da destruição de Israel, teria como falar sobre combate ao terrorismo, ela declarou que a própria Torá fala sobre a destruição de Jerusalém.

“Nós temos no Alcorão sagrado um versículo que haverá dois Estados para os judeus: o primeiro vai ser fundado e extinto. O segundo, com mais força, existirá e será extinto novamente. Isso bate com alguns versículos até mesmo da Torá: o último Estado dos judeus será extinto pela chegada do Messias”, declarou o iraniano.

Para ele não é crime citar o livro sagrado que ele acredita e diz que “censurar esse pensamento não levará a nada”.

O aiatolá diz que Israel não pode durar pela guerra interna e externa que acontece na região nos últimos 70 anos. “Que ambiente é esse que por 70 anos há uma guerra contínua? Eu faço uma pergunta para você sobre Israel: Que país é esse que não tem fronteiras, nem a característica de seus povos definida?”

A visita do clérigo xiita ao Brasil foi bastante criticada, principalmente por lideranças judaicas e cristãs que condenam a pregação dele sobre o fim de Israel.

Sobre os pequenos protestos de sua vinda ao país, Araki declarou que não veio “propagar o ódio” e destacou que entrou de forma oficial tendo autorização do governo. “O encontro visa o bem para o Brasil e certamente vai erguer o País como um exemplo de convivência pacífica”, disse. 

Com informações O Estado de São Paulo.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Publicidade4
Publicidade